sexta-feira, 10 de abril de 2009

ASSÉDIO


Aurindo nas fuças o vento frio
Sacudi, brusco, do hirsuto pêlo
Geadas matinais à beira rio
Vê Fauno a Ninfa que antes de sê-lo
Era sua amante: Mitologia.


O Sátiro persegue, pertinaz
A donzela ao léu e fugidia,
“Anda, corre, apanha-me se és capaz!...”

Assim nasce o mito do assédio
Do pobre Pé-de-Cabro à moçoila
Homem velho ou novo não tem remédio:
É franco, vai em frente, não espera
Que a Ninfa seja filha da papoila.



Coronel Aventino Teixeira, 1932-2009



video

6 comentários:

Joao Belo disse...

:)

jpt disse...

O nosso coronel. Nem mais, como memorial. E, sublinho, comovente fotografia

maria correia disse...

Mas o que se passa com este blogue, outrora tão activo? As férias da Páscoa já passaram...Hello! Is Anybody out there???????

Fulacunda disse...

ainda há maria correia, por aqui uns tantos

maria correia disse...

Tão silenciosos...

blue disse...

ver mais, sobre o Coronel, aqui

http://chanatas.blogspot.com/2009/04/esta-vai-para-o-coronel-sensivel.html