quinta-feira, 16 de julho de 2009

Grande Tuga das Neves


Quando eu era miúdo tinha muitas coisas como certas. Uma delas era a chegada no dia dos meus anos de um postal de Elvas, do avó Figueira, que começava invariávelmente por um Salvé, e acabava, nos primeiros anos, numa nota vermelha de cinquenta paus e depois, em anos mais avançados, numa azul, uma centenária, como lhe chamava. Devo confessar que sempre dei melhor serventia às notas do que àquele Salvé, que associava sempre a coisa antiga, adequada por isso ao que eu esperava do meu avô Francisco António. Há pouco no entanto, à procura de uma foto de um tuga célebre, grande mandarim das neves, descendo implacavelmente com a sua companheira e com o Barão a grande descida de la Sierra, percebi que estas palavras antigas ganharam algum significado com o peso do tempo. Salvar o dia, e assim, salvando cada dia, estaremos também mais próximos de salvar também a vida dos que queremos, dos que nos são queridos, dos nossos amigos. Não deixa de ser paradoxal que eu me predisponha a saudar um amigo com um salvé precisamente na altura em que a curva da idade me afastou totalmente da ideia de salvação. Que se lixe! O que nos salva, o que nos salva hoje, e já nos salvava à trinta e poucos anos quando nos conhecemos, é também a amizade, a presença, do outro lado da esquina, do outro lado do blogue, do facebok, do telefone, onde for. Muitas vezes quando olho para as páginas paradas deste blogue, vejo as rotativas da vida a andar de trás para a frente - que é para onde elas devem andar quando querem ser capazes de escrever sobre a nossa vida - e dou-me por muito feliz por poder ter o privilégio de brindar a um amigo, de brindar num amigo toda a festa que é viver, construir, reconstruir, fazer de novo.

4 comentários:

Chaimite disse...

Realmente o Verão já não é o que era.
Se lá para as bandas de benfica o tempo está assim...

a rapariga que vinha da província disse...

salvé João Belo!
hip hip hurra!
aleluia aleluia!

(e não há nenhum administrador que dê acesso directo à Maria Correia?)

maria correia disse...

Salvé, João Belo!

Sempre gostei desse Salvé! Aliás, foi assim que me ensinaram a iniciar postais ou dedicatórias de aniversários...Salvé, dia 21 de Julho de 2009!

xai xai disse...

como não utilizo os alertas que detectam movimento nas "casas" que gosto de visitar, sou por vezes surpreendido fora de tempo, por pedaços de écran como este, que me comovem.

João Belo: MUITO OBRIGADO