segunda-feira, 10 de setembro de 2007



a aula magna estava cheia e movimentada e, a um dado momento,
os rapazes desenrolaram uma tela azulada.

enquanto as belas se instalavam,
um outro rapaz segurou, com garbo, uma ventoínha retro que,
depois de ligada,
fez voar os cabelos da diva,
fez flutuar as longas écharpes,
agitou o público na sala.

(nunca mais esqueceremos essa noite)

um concerto único, memorável.



11 comentários:

joão belo disse...

fantástico! Radar Kadafhi foi um projecto muito giro e foi decisivo para eu mudar a minha opinião sobre aqueles que até aí eu chamava - mentalmente - de queques, lol. além disso ajudam a contar um lado dos nossos dias nos olivais, o das pequenas bandas de garagem, de amigos, que muitas vezes íam treinar para a encarnação. lembro-me dos dustra, da banda dos gémeos, do pedro queiróz, e claro, de músicos que depois acabaram por fazer percurso profissional, como o zé ernesto (jorge palma), zé pedro (xutos) e o rui castro (sérgio godinho). Mas os Radar Kadafhi para mim eram os melhores e os mais divertidos. É
possível colocar alguma música deles aqui?

Beira disse...

Pergunta ao Tiago!

(que anda a combater a pirataria)

Beira disse...

Seja bem-vinda!

E obrigado por abrir um pouco mais do dossier Radar!!

benguela disse...

Uma pirueta bem ensaiada (ao pormenor) com saída encarpada, tudo perfeito, coxas bem juntas ao tronco, quando na chegada sem pedir licença sai um joelho disparado contra o nariz… ganda Estendal Lusitano

a rapariga que vinha da província disse...

joão bello: explica lá essa dos queques
(já não são do meu tempo, eh, eh..)

joão belo disse...

é capaz de dar uma postada gira, essa da minha ideia do que era um queque. mas tenho de puxar um pouco mais pela memória. fica agendada na areia...eh eh eh...

Timor disse...

Benguela, eu tenho uma fotografia do resultado dessa pirueta.

lourenço marques disse...

Eu, que só tinha uma K7 já bem usada, agarrei no primeiro CD que vi à venda, anos larguíssimos depois da sua edição.
Foi uma casualidade e ainda hoje vou ouvindo e continuo a gostar. É muito baril e faz-me lembrar outros tempos muito bons!

benguela disse...

Timor, publica...

Anónimo disse...

Olá a todos!

Como estou a gostar de vos ler!!!
Ainda tenho umas boas e giras fotos tiradas a fazer um teledisco dos Radar. Tapia em Grande... Buzinas a disparatar... Um dos dias giros da minha alegre juventude!!!

Estou mesmo a gotar de ler o blog... vou continuar a cá vir.

"Lobito"???

Maracangalha disse...

Bolama, olha pró que a gente servia!