segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Espíritos explosivos




Reduzir cristais de iodo a pó e dissolvê-los num copo com amoníaco, ao ar. Mexer durante cinco minutos e filtrar com papel grosso.

Enquanto o filtro estiver húmido, parti-lo em pequenos pedaços.

Espalhar no chão alguns destes pedaços; com o friccionar dos sapatos, produzeme ligeiras explosões sem perigo.









24 comentários:

Anónimo disse...

Que trio. Ou triunvirato?

saudade, serafim disse...

Tanto cabelo

benguela disse...

carapinha!

Timor disse...

Isto deve ter sido casamento

Nao me consigo lembrar do nome do da direita, a cara claro, mas nao o nome

Xai Xai disse...

olha, olha!!! fizeram obras na sopa do sidónio e deram roupitas novas aos utentes...

benguela disse...

Noite de fados, e saiu tudo de pininho...

benguela disse...

... tá no intervalo, é?

Anónimo disse...

os não-sei-quantos anos de carreira do fadista, começámos às oito horas em ponto, saímos às sete da manhã. Foi pininho, foi, ó timor

Anónimo disse...

O da direita costumava passar férias na Ericeira e era um pagode. Não era dos Olivais, e a alcunha era Pinino (salvo erro).

Mamadu Sissé

Largo das Mamas disse...

Em calhando também estava lá neste jantar "explosivo".
Boas memórias.

saudade, serafim disse...

o largo das mamas não estava, só o bairro azul o cabeludo e o gajo de perfil com carapinha

benguela disse...

... o Sarafim?

Timor disse...

Obrigado, o Pi Teresa, claro, e a Ericeira

Timor disse...

Vocês estam a ficar uma coisa com os cabelos. Ainda vos passo a receita de um parente afastado que incluía pôr agriões na cabeça, imagino que por causa do ferro...

Fulacunda disse...

cabelos? falaram em cabelos? embora fazer um enquete?

zezé moreira disse...

pelo na venta ...?

benguela disse...

enquete sobre pelo na venta?

Anónimo disse...

O fadista (Fadista) era o António Rocha, a efeméride os seus 25 anos de coroação de Rei do Fado Menor no "Nónó". O Rocha interpretava com sentimento e, sobretudo, a sua criação "Boneca de Porcelana". Um dia destes comemoram-se os 25 anos sobre estes 25 anos...

Dá-le ó Rocha!

PS.: Era e sou Pinino ( com menos cabelo...)

Pedro Venâncio disse...

Grande "boneca", e nós a pedirmos "bis", "bis" ó Pi. Um must. Mas o Rocha avançava-se ao Cavalo Russo com galhardia marialva e confesso a emoção passada quando el-rei se desembuçava. Grandes noitadas no Nónó, coisa até cara à altura, mas a gente de fatiota aguentava-se. Como vês também lá andei ...

Bonanza disse...

Timor, não eram espinafres para tonificar?

Saudade, Serafim disse...

Caro confrade Pi, aqui segue notícia sobre o Rei do FAdo Menor

http://lisboanoguiness.blogs.sapo.pt/71729.html

benguela disse...

Também por lá cantarolava um sobrinho do Marceneiro... mas não é este pois não?

Olha o Nino! Andavas aí escondido mas atento, sejas bem aparecido.

Anónimo disse...

Pinino?! Aqui a encher a mula com o Manafá, ilustre tropilha da EPI?!
Mas que raio faz o trampolineiro do Figueiredo aqui num blog dos Olivais???? E de onde conhece ele o Manafá???? Esta agora!!! Conheço ambos há décadas e não sabia que se cruzavam...

Cemitério (antes da bomba de gasolina)

Manafá disse...

olha um camarada!?!? já no cemitério? deixa estar, já nos encontramos. Até já, até já