domingo, 7 de outubro de 2007

Plano dos Olivais Sul
Lisboa 1959

GTH: José Rafael Botelho e Carlos Duarte

"(...) surge na sequência da zona norte como uma operação mais vasta destinada a 186 hectares e a uma população de quarenta mil habitantes, igualmente promovida pelo Município. Para o efeito foi criado o Gabinete Técnico de Habitação (GTH), onde José Rafael Botelho, depois com a colaboração de Carlos Duarte, desenvolveu um plano na linha das experiências inglesas das new-towns, organizando o espaço em unidades de vizinhança e valorizando o espaço livre verde. Foi dada grande autonomia aos autores encarregues dos projectos de arquitectura, de resultou um verdadeiro laboratório de experiências, tipológica e urbanística, e um qualificado reservatório de soluções no domínio da habitação social. De um modo geral ensaiavam-se novidades programáticas centradas em engenhosas propostas de habitar, ajustando as casas aos gestos e costumes, no quadro das áreas mínimas e dos limites orçamentais da construção social. (...) os arquitectos apostaram na recriação de imagens tradicionais de sociabilidade ou vizinhança, assim valorizando os espaços comuns das áreas residenciais.
(...)"


in " Arquitectura do Século XX: Portugal", 1998

7 comentários:

Xai Xai disse...

Aqui sim, temos substância. Curiosamente ainda à minutos atrás navegava por estas águas. Temos matéria muito interesante para dissertar e mais consentânea com o que deve ser um blogue sobre os Olivais. Um blogue mais Oliversal. Li que a concepção se inspira na Carta de Atenas. O que terá sido? Neste ponto seria muito interessante convidar para além de outros, os nossos ilustres conterrâneos arquitectos, irmãos e vencedores de prémios Valmor, Jovens Arquitectos Europeus e certamente outros que desconheço.

joão belo disse...

Nem mais. E ao ler este texto compreende-se que não foi por acaso. Eu vou tentar recuperar o texto do PVG de que falei há uns tempos, penso que ele também acrescentava algo a isto. :)

Anónimo disse...

afinal acertaram? "ele" há arquitectos ...

Largo das Mamas disse...

E o Arq. Nuno Teothónio Pereira não fazia parte deste gabinete?
Ou seria outro?
Mas que também esteve na concepção dos Olivais, penso estar certo.

Xai Xai disse...

Terá sido por isso que foi preso? (hi! hi! hi!)

a rapariga que vinha da província disse...

o Nuno Teotónio Pereira fez o projecto de vários prédios, nomeadamente os da rua cidade de bolama. este texto refere-se ao plano e não referencia mais ninguém nesse contexto.

Anónimo disse...

mas na altura já era o Arq. Nuno Teotónio Pereira ou ainda era o nuno teotónio pereira?