quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Ruptição aumentavel!




19 comentários:

Xai Xai disse...

obg óh moçamedes, o html do bengas está perfeito. já descobri mais um do antanho (fulacundês). não consigo lembrar-me do nome, depois da intervenção censória do bengas que reduziu mulheres e homens feitos, a simples iniciais. Lá chegarei...

Lobita disse...

Assim só por mera curiosidade... o que é que o gajo do blusão cinzento estará a fazer que estão todos a olhar tão interessados? Quem tirou a foto é que perdeu o espectáculo... mas ainda deve ter chegado para ele.

joão belo disse...

eheheheheh! ou muito me engano com os pixels ou passei metade, vá lá 1/3, da minha adolescência, a sonhar com aquela princesa à direita da sopa, eheheheh! gloriosos tempos da platonia no olival!

Fulacunda disse...

fulacundês ali não há mais nenhum oh xaixai, mas muitos da cidade vizinha, a cidade de margão, onde aliás fiz a minha escola infanto-juvenil

Fulacunda disse...

[ margão o caroço, era marvão! ... não ligues que isto é coisa já de 'antanhogizado']

Xai Xai disse...

recordo-me de na altura ter falado com ele, o homem do blusão inconfundível, e ele me ter dito que estava a explicar o contexto histórico em se deu a colocação da figura de Maria neste local e que se vê na parte superior da fotografia. Inclusivé explicou-me que como não tinha caneta, usou um pouco de tabaco para exemplificar. A estória é engraçada porque mesmo papel só lhe sobrava uma mortalha que o avô se tinha esquecido no carro num dia em que o foi levar à consulta de geriatria e foi isso mesmo que usou. A certa altura da explicação e inspirado pela Virgem Negra de Czestochowa resolveu misturar no tabaco, uma produto negro que encontrou no bolso das calças para tornar mais real a sua dissertação. Terminada a prelecção e não pretendendo deitar lixo no chão decidiu enrolar tudo na mortalha e guardá-la. Prontos para prosseguir o seu passeio cultural, deparam-se com o inesperado facto de o carocha que vemos na imagem se ter recusado a andar, alegando ter o ar dos pneus encaroçado. Na altura não existiam ainda telemóveis e a situação poderia ter-se tornado insustentável não fosse o brilhantismo intelectual do representante da cidade costeira do sul de Angola se ter revelado uma vez mais insuperável, descubrindo de imediato a solução milagrosa...
"...acendemos esta mortalha e através de sinais de fumo, comunicamos com os Bombeiros Voluntários de Vila de Rei!", explicou então, saber que exercem lá a sua actividade três índios brasileiros da famosa tribo do "pés cagados" que se encontram em Portugal ao abrigo da geminação desta vila do centro do país com a cidade brasileira do estado do Tocantis Tu Dujóia. Num acto de louvável solidariedade, todos os presentes se prontificaram a partilhar a árdua tarefa de fumegar o composto. E foi assim que me contaram e eu acredito...

lobita: foi isto que te contaram também, não foi?

Xai Xai disse...

ó fula: fulacundês é o dialecto.
o habitante de fulacunda é o fulacundense.

Lobita disse...

Perfeito. és um ás!

Lobita disse...

Ó Fula, Margão são as especiarias... gostaste de ouvir as meninas dizer que "ah e tal um homem a cozinhar", e pimba, subtilmente aqui vai de margão... é esperto o gajo!

joão belo disse...

Xai-Xai, estás armado em Fula? Já post autónomo com este coment, caraças! Tu quando lhe dás o gás...

:)

Vila Pery disse...

E afinal quem será a garota que deu a volta ao miolo do João Belo?

Ó Lobita, o rapaz do blusão tinha um rabinho jeitoso, não achas?

joão belo disse...

crescer é esta desgraceira!

um tipo passa a juventude a medir pilas e quando elas têm juízo o que elas nos dizem é, "ó moço isso está tudo muito bem, patati-patatá, mas dá lá uma voltinha para ver se vestes bem de calças!!!

vai-se lá compreender a bida!

Lobita disse...

Ó VPery, os anos de convivência (e sem o "con" também) com esse rapaz, não me permite ter esse tipo de raciocício /comentário... é como um lobito para mim...

FOI BONITO!!!

Ó Rapaz do blusão, tás ver, tenho-te em boa estima... eu ia dizer em boa conta mas arrependi-me a tempo!!!

Vila Pery disse...

Não houve já quem reparasse nas covinhas do outro? Então... e ainda por cima trabalhámos juntos e eu que nunca reparei!

Há que publicar uma foto do Lobito na rúbrica "gajos giros".

Moçâmedes disse...

Don´t BiXai! Debes ser bidente! Com um filme destes quer-me parecer que tens em casa um sótão exactaligual ao que o Cunda teve em pequeno. Tem cuidado, vê bem o sacrifício que ele teve de fazer.
Na verdade era uma caixinha de strumpfes vários e eu estava a fazer a distribuição das 2 horas seguintes. Por causa das dores de cabeça.

Moçâmedes disse...

Mana Lobita, tens razão foi bonito!

V.Pery, como deves calcular raramente vejo o meu rabo, a minha relação com ele dá-se a um nível muito básico, tipo: deitar, sentar, cagar, lavar, limpar, cuecar, calçar e pouco mais.
Visto assim parece que tomo conta dele num lar de 3ª idade.

Vila Pery disse...

Isso não sei, depende da vaidade... e ainda bem que não fazes mais nada! Com tanta actividade, ainda alguém vai ter que acabar a cuidar ele...

E também não te perguntei nada a ti óó M...

Lobita disse...

Moçamedes, portanto para ti, tratar de pessoas da 3ª idade, é cu!

Moçâmedes disse...

Confesso que tenho um carinho especial para as pessoas de mais idade, embora ache a falta de lucidez me incomode um bocado.
Mas o lado positivo é que são rabos que fogem muito menos à seringa.