domingo, 11 de novembro de 2007



um livro escrito por um dos arquitectos que participou na construção dos Olivais, onde, para além das imagens acima publicadas, é possível perceber o processo por detrás do desenho, das arquitecturas, das obras.

3 comentários:

Xai Xai disse...

rapariga: sabes que hoje, eu e o joão belo, fomos à bertrand do chiado, avaliar o interesse (para nós, claro) do livro. chegámos à conclusão que não tinha suficiente matéria sobre os olivais que justificasse a sua compra por dois dois leigos "chauvinistas".
no entanto, porque estas questões me interessam, permito-me apelar à tua amabilidade e pedir-te para me sugerires um livro sobre a criação e construção dos olivais.
obg.

joão belo disse...

ou até, e desde pequeno que imagino que os serões na provincia dão para tudo, se puderes ir respigando algumas ideias desse texto do Vasco Croft relativo ao plano dos Olivais talvez fosse bom também.

e já agora lanço esse desafio para a geral: vamos tentar encontrar informações desse tipo? podiamos previamente convencionar um marcador que fosse destino a estas questões identitárias de modo a que a administração pudesse fazer um link na coluna da esquerda para esse marcador.

talvez para quem aqui chegue seja uma forma de dar outras pistas sobre o bairro, para além dos fragmentos de memórias que aqui rememoriar que aqui vamos lançando.

o que dizem?

a rapariga que vinha da província disse...

o livro não é tanto sobre os Olivais. porém, contribui para que se possa perceber o contexto da época do ponto de vista das políticas de território, do crescimento das cidades, da abordagem do problema da habitação, entre outros.
é um livro escrito por um arquitecto que viveu o processo (é o autor dos prédios de tijolo fotografados) e é, claramente, uma visão pessoal. mas é também, sem sombra de dúvida, uma reflexão sobre a geração de arquitectos que esteve na génese desse espaço que é cidade.

acho a proposta muito boa, sugiram o marcador, eu contribuirei com o que encontrar lá pelos catrapázios de casa.