sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Xaidivinha e o eclipse lobital...

A grande vencedora da adivinha sita 5 degraus abaixo é:

{ Xobita }
que com a sua brilhante dedução, ultrapassou e eclipsou a própria realidade.

E foi assim:

DESCOBRI
DESCOBRI

Ora bem, cá vai a brilhante dedução:

Botelho - Botelha
Botelha - Garrafa
Garrafa - Vinho
Vinho - Vinagre
Vinagre - Azeite
Azeite - Azeitona
Azeitona - Olivais

Boa?????

Olé olé olé

And the winner is... D. Lobita

JÁ À VENDA
Caso pretendam, já existem: a versão declamada por Vítor de Sousa em DVD, em HTML, Cassette do Lelo na Feira do relógio, Free Software e Fascículos Planeta do Agostinho.

Menção honrosa especial para o Fula a quem bastava apenas + 1 botelho para…vender o sofá que está por baixo do “pintor de Lisboa”.

Não interessa nada, mas a resposta certa era:
Plano dos Olivais SulLisboa 1959


GTH: José Rafael Botelho e Carlos Duarte"

(...) surge na sequência da zona norte como uma operação mais vasta destinada a 186 hectares e a uma população de quarenta mil habitantes, igualmente promovida pelo Município. Para o efeito foi criado o Gabinete Técnico de Habitação (GTH), onde José Rafael Botelho, depois com a colaboração de Carlos Duarte, desenvolveu um plano na linha das experiências inglesas das new-towns, organizando o espaço em unidades de vizinhança e valorizando o espaço livre verde. (...)"
in " Arquitectura do Século XX: Portugal", 1998
Retirado da mensagem Publicada por "a rapariga que vinha da província" em 7/10/07

Carlos Botelho “Pintor de Lisboa” é pai de...

José Rafael Botelho

Obs. O prémio será entregue no decurso do 2º Opíparo, onde será obviamente assinado por todos os presentes

16 comentários:

Anónimo disse...

parabéns! parabéns!

assina: a rapariga que vinha da província e que não tem tempo para fazer o login

Lobita disse...

Ó Xai, realmente...a minha verdade é muito mais interessante...

Pareces aquele concuso que dava à noite com o J.C.Malato, em que, no fim, um monte de palavras soltas e sem nexo levavam, através de um elevado e apurado (atrevo-me a caracterizá-lo como transcendente)poder de dedução, a uma brilhante, lógica e feliz conclusão (feliz, porque era um alívio desgraçado lá conseguir chegar e também porque se traduzia num montão de dinheirinho).

Note-se que o referido apurado poder era uma caracterísitca que só o pessoal da produção do programa aparentava ter.

Trabalhaste lá???

No entanto...
Eu, no lugar do meio do pódio, estão a ver não é? o mais alto...o cimeiro - o do vencedor, pois... bem... agradeço a todos esta BRILHANTE vitória. E é com muito orgulho que a dedico a todos quantos me estão a ler neste momento.
Beijos e abraços muito sentidos e cheios de carga fraternal.

Acham que ficou bem assim?

Xai Xai disse...

lobita: odeio esses concursos...
não tenho sequer televisão. normalmente passo as noites na biblioteca a ler autores mongóis do séc XIII (no original, claro) com musica de alaúde do séc.XI, apesar de eu preferir a do séc. IX, mas é mais difícil de encontrar.
Bjs.(não sei se posso?) e parabéns

Xai Xai disse...

provinciana: arranja lá um tempinho no fim de semana para cumprires a promessa de um texto sobre o que "é importante na urbe" estou curioso e aquele post do joão belo merece um comentário com substância. não te esqueças, aponta aí na tua blue .......

[isto não pode ser só "muro"]

Lobita disse...

speachless...

Lobita disse...

Essa dos beijinhos, poderás... mas do alto do teu 1,50, se eu for de Manolo, terás de pedir ao Fula, que tem 1,90, que te pegue ao colo!!!

Chaimite disse...

"... passo as noites na biblioteca a ler autores mongóis do séc XIII (no original, claro) com musica de alaúde do séc.XI, ..."

Espero que sejam as edições originais encadernadas com pele de camelo e que as gravações também sejam da época em que foram concebidas, senão cheira a tanga...

Vila Pery disse...

Lobita, mereces, mereces... a tua conclusão foi brilhante!! Xai para além dos ditos beijinhos (que não sei se lá chegarás...) ela merece uma uma dedicatória "comme il faut".

Xai Xai disse...

lobita: ainda tenho as malas em st.apolónia e por isso não cheguei a essa parte do "speachless..." mas pelo "less", não deve ser elogio...
chaimite: quanto muito cheirará a bosta... de camelo.
vila pery; piacere tanto! andas fugida e tenho sentido a tua falta.
quanto à dedicatória, será uma "geraldina", todos vão molhar o bico...

Xai Xai disse...

lobita: ficaste tão extasiada com a descoberta da solução e com tal ânsia de ganhar que esqueçeste uma passagem na dissertação:
azeite - azeitona
azeitona - oliveira (faltou)
oliveira - olivais.
concordas?

Vila Pery disse...

Vindo da Lobita só pode ser elogio xai e cheira-me a algo romântico... e ela n se esqueceu dessa passagem, esqueceu-se foi de citá-la, não foi Lobita?

Essa da "geraldina" e "molhar o bico", cuidado com a conotação...

Folgo em saber que sentiste a minha falta, nem sempre dá para vir aqui cuscar e às tantas perde-se o "fio à meada".

Lobita disse...

Não faltou... está subentendido, logicamente que se não houver olival não há oliveira e portanto nicles de azeitona... mas tá bem. Estou muito pacifica hoje.

Claro que é um elogio e tem todo o ar de romance!!! Aliás, este é o sítio perfeito para isso!

EM relação à geraldina e ao bico dopessoal... a vila tem muita razão... é preciso ter alum uidado, nunca fiando.. anda prái muito voyeur que pode interpretar mal as coisas e depois coméké??? Mais uma vez se repete a história da pasta medicinal Couto que anda na boca de toda a gente... é o meu nome na lama... não pode ser, concordarás!

benguela disse...

É brilhante por essência.
Pequeno dá formosura.
O firmamento conhece
calculando a sua altura.
Adivinhe!

Xai Xai disse...

deve ter sido do html.
obg.

Beira disse...

Compras o livro e depois ofereces ao primeiro incauto que te aparece à frente?

Ou compraste o estoque todo existente na Livraria Municipal e aproveitas o Natal para o distribuir por familiares e amigos?

Lobita disse...

Obrigada Beira, pelo "incauto".